31.5.20

CANÇÕES DIFICEIS FÁCEIS DE SABER - DRIVE i!

2020.05.30
Cultura em tempos de Pandemia
"Dentro de um teatro Laura ,Sónia, Catarina, mais as personagens que nem sequer se imagina".  Este espectáculo é uma das criações d'Orfeu Associação Cultural e decorreu no passado Sábado ao ar livre em formato drive in, no parque de estacionamento do ESTGA, Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda.
Tratou-se uma alternativa ao Festival i!, que este ano não aconteceu dada a situação pandémica.
Foi assim criado o "Drive i!" com o espectáculo infantil e para famílias "Canções Difíceis Fáceis de Saber", a que assistiram cerca de quatro dezenas de famílias, em perfeita segurança, no interior das seus automóveis.
Estava prevista uma segunda sessão para Domingo passado que, também estando esgotada, teve que ser adiada para data a anunciar, dada a instabilidade climatérica.





















28.12.19

Jazz+

2019.12.21
O ultimo concerto da segunda temporada do Jazz +, iniciativa da Associação Pauta Humana em parceria com o Segundo Andar, em Águeda.
Nesta ultima edição foram protagonistas André Ribeiro(trombone), Bruno Pinho (guitarra), João Tavares(baixo), Chico Cardoso(bateria). A este quarteto juntaram-se, no final da noite, em formato "jam session" outros músicos da região.

27.11.19

A FILHA DO FERREIRO


2019.11.21 a 24
"A Filha do Ferreiro"
Uma imensa emoção tocou todos os que encheram a plateia do Centro de Artes de Águeda, para assistirem ao espectáculo inter-associativo "A Filha do Ferreiro".
Esta opereta que foi apresentada nos passados dias 022,23 e 24 de Novembro, conta a história do amor entre a filha de um dos muitos ferreiros que existiam em Mourisca do Vouga, e um estudante de Coimbra que por ali passou, Pilatos de seu nome...
Tratou-se de um espectáculo inédito, escrito para estas apresentações, sobre a lenda que retrata a origem da alcunha pela qual são conhecidos os habitantes de Mourisca do Vouga, os Pilatos.
Na base de tudo isto está um desafio lançado pelo Grupo Folclórico Região do Vouga à Orquestra Típica de Águeda por ocasião da comemorações do seu 50º aniversário.
Aliás a fundação da primeira Orquestra Típica no Concelho de Águeda, então denominada Orquestra Típica da Região do Vouga ocorreu no mesmo ano e no seio deste grupo mourisquense, apesar de depois ter seguido outro rumo, tendo dado origem à Orquestra Típica de Águeda.
Em palco, entre a orquestra residente, actores, bailarinos e figurantes,  estiveram quase cinco centenas de participantes, tendo a direcção artística pertencido a Rogério Fernandes e a direcção de actores de Ângelo Castanheira.
Destaque ainda para as participações dos protagonistas desta história de amor, os jovens Duarte Fernandes (Pilatos) e Diana Liberal (Margarida) com uma uma soberba interpretação.
Na ultima apresentação deste espectáculo houve tempo para uma homenagem em palco ao solista Carlos Mortágua, que pertence à Orquestra Típica de Águeda há cinquenta anos e um momento cheio de emoção, no qual Duarte Fernandes cantou na plateia para um dos históricos da orquestra aguedense, Albano Baptista.